Já agendaste o vosso Tempo Especial? Não percas tempo!

Tempo especial

 

Com duas filhas a luta pela nossa atenção é constante. Não é de estranhar, porque a atenção dos pais é um bem tão essencial como alimento ou outros cuidados básicos que possamos prestar. Basta pensar que esta necessidade está-nos nos genes desde dos tempos primitivos, em que da atenção dos progenitores dependia a sobrevivência da cria. Então é muito natural que instintivamente busquemos por atenção, nomeadamente as crianças, que são por natureza mais vulneráveis. Desta forma, sempre que a atenção necessita de ser dividida, há competição na certa.

Assim, quando as vemos brigarem muito, frequentemente chamarem-nos para resolver isto ou aquilo, tratar de coisas que poderiam resolver por elas mesmas, terem comportamentos irritantes e fazerem asneiras umas atrás das outras, sabemos que estamos em falta para com elas. Elas precisam da nossa exclusiva atenção e efectiva presença.

Ultimamente as agendas têm estado mais sobrecarregadas e por isso temos tido dificuldade em marcar os momentos únicos com cada uma delas, ou os momentos BiNu, BiLi, LauNu e LauLi, como elas os apelidaram. Mas este fim-de-semana percebemos a falta que lhes estava a fazer, por isso na reunião de família propusemos agendar para não ficar esquecido.

Assim, a noite passada, depois do jantar, lá fizemos o momento BiLi. A B. escolheu, ainda durante a reunião, a actividade – um jogo do UNO Desafio. Confesso que não foi fácil convencer a mais pequena, mas lá se conseguiu com a garantia que também ela ia ter o seu momento exclusivo e, por isso, lá aproveitou para durante aquele interregno, em que me dediquei apenas à irmã, a ter um momento exclusivo só com o pai.

A B. ficou contentíssima a preparar o jogo. Durante aqueles 15/20 minutos que ficámos só as duas, divertimo-nos, sem telemóveis ao lado ou outras distracções. O foco era ela e aquele momento de que desfrutávamos as duas da companhia e interacção, num momento de descontracção e conexão. Se lhe fez bem a ela, a mim também me soube pela vida.

Depois de terminarmos o primeiro jogo, a mana apareceu e quis juntar-se. Perguntei à B. se podia e, havendo boa vontade lá continuámos as três com mais algumas partidas. Na hora de ir vestir pijama, lavar dentes e ir para a cama, não houve reclamações nem rabugice. O depósito de atenção estava cheio.

Este Tempo Especial é de resto uma das ferramentas propostas pela Disciplina Positiva para promover o vínculo entre pais e filhos e momentos de conexão, que ajudarão a minimizar conflitos e desarmonias.

A ideia é que durante este tempo, que pode ser de 10, 20, 30 minutos ou mais, dependendo do tempo disponível, e agendado em conjunto.

Vantagens do “Tempo Especial”

Existem várias razões pelas quais o tempo especial é tão importante:

  1. As crianças sentem a conexão que o Tempo Especial permite ao estarem exclusivamente com os pais. Sentem que são uma prioridade nas nossas vidas, o que diminui a necessidade de se comportarem mal, como forma equivocada de se sentirem aceites, pertencentes e importantes.
  2. O Tempo Especial é um lembrete para nos lembrarmos porque temos filhos – para apreciá-los.
  3. Quando estamos ocupados e os nossos filhos procuram a nossa atenção, é mais fácil para eles aceitarem que naquele momento não temos tempo quando lhes dizemos: “Meu amor, agora não posso. Mas estarei totalmente disponível só para ti naquele lanchinho que combinámos fazer daqui a uma hora, lembraste?”
  4. Planeie momentos especiais com os seus filhos. Faça um brainstorming e elabore uma lista de coisas que gostariam de fazer juntos durante esse Tempo Especial. Ao listarem não avaliem nem eliminem propostas. Se há coisa que custam dinheiro coloque numa lista de propostas para as quais há que economizar. Se forem actividades que demorem mais de 30 minutos coloque numa outra lista para momentos divertidos para fazer em família.

Cada família é uma família e cada filho um filho, mas para referência poderão ter-se em conta  as seguintes guidelines:

Dos 2 aos 6 anos – 10 minutos/dia

Dos 7 aos 10 anos – 30 minutos/semana

Mais de 13 anos – uma vez por mês agendar algo a que um filho adolescente não consiga resistir.

Tempo é de facto o bem mais precioso que podemos dar aos nossos filhos. Sabemos que na vida atual, tempo é também um bem escasso, por isso, estes Tempos Especiais com aqueles que mais amamos, planeados em conjunto, aguardados com expectativa, tornam-se momentos de profunda conexão e autênticos tesouros que se tornam preciosas lufadas de ar fresco na nossa vida agitada.