Eis a razão pela qual os adolescentes se afastam de nós

Adolescentes

 

Talvez a razão pela qual os adolescentes se afastam de nós quando estão emocionalmente assoberbados, em vez de nos procurarem para falarem sobre os seus problemas, seja porque, enquanto crianças, nós os afastámos quando estavam emocionalmente instáveis, em vez de ajudá-los com seus problemas.

As emoções desde crianças a adolescentes

Quando os nossos filhos são pequenos e tentam lidar com as suas emoções, eles não conseguem expressar o que estão a sentir. Então fazem birras, atiram coisas, têm colapsos, gritam e choramingam. Esta é a maneira deles comunicarem connosco. Nessa altura precisam de ajuda para organizar, processar e expressar os seus sentimentos de maneira saudável. Mas a sociedade diz-nos que os devemos punir pelo seu comportamento. São mandados para o quarto, colocamo-los no cantinho do pensamento, de castigo, ou damos-lhes umas palmadas.

Ensinamo-los e treinamo-los para não mostrarem as suas emoções. Sem lamentarem. Sem reclamarem. Os seus sentimentos estão errados. Que fiquem apenas quietos. Eventualmente, eles param de expressar as suas emoções e de confiar em nós para o fazerem, porque lhes dissemos repetidas vezes que não os queríamos ouvir. Por muito tempo, eles precisaram de lidar com isso sozinhos. Sozinhos no quarto, na cadeira, num canto qualquer.

E então eles cresceram e tornaram-se adolescentes. Nessa altura esperamos que eles se sintam seguros para conversarem connosco. Esperamos que eles saibam que AGORA está tudo bem. Mas eles estão subconscientemente preparados para pensar o contrário, porque foi isso que eles aprenderam enquanto cresceram. Foi isso que lhes ensinámos.

Um espaço seguro, hoje, amanhã e sempre

Permite que os teus filhos sintam. Deixa que eles saibam que os seus sentimentos são válidos e que tu te importas, por mais insignificante que a situação te pareça. Confirma se eles sabem que os viste e que os escutaste.

Logo, logo, pequenas rupturas e conflitos nas suas vidas irão transformar-se em separações, mágoas, sexo irrefletido ou até depressão. Tu quererás que os teus filhos saibam que sempre os ouvirás, por menor que te pareça o tema. Tu és o espaço seguro deles, hoje, amanhã e sempre.

 

Traduzido e adaptado por Emoções à flor da Mente do original de Laura Muhl