O Grande Livro do Medo e das Birras

Para sermos os melhores pais e educadores que podemos ser, temos de nos fazer pequenos, olhar e sentir o mundo pelos olhos das nossas crianças e entender que mecanismos físicos e psicológicos, alguns mesmo ancestrais, os fazem responder como respondem em determinadas momentos e circunstâncias.

Se não formos capazes de nos darmos e lhes darmos esse tempo para compreender de onde vêm as birras e os medos, como podemos preveni-los, e quando não possível, ajudá-los a ultrapassá-los? Como vamos ser capazes de perceber as suas raízes e extensão? Como saberemos como reagir de uma forma que a tensão não escale? Como ajudaremos as nossas crianças a lidarem de uma forma saudável com as emoções que não conseguem gerir? Como educaremos uma geração para uma vida mais realizada e feliz?

Não fazermos este esforço tem impacto no desenvolvimento das nossas crianças, no nosso relacionamento com elas e na forma como lidarão no futuro com as contrariedades da vida mas também como valorizarão a beleza que ela tem.

É importante desmistificar as birras e os medos e assumi-los tal qual eles surgem, agindo de forma adequada, sempre com o máximo respeito pela criança, pelas suas necessidades e pelo seu valor inabalável.

Mário Cordeiro é um pediatra reconhecido pela sua sensibilidade para com o saudável desenvolvimento das crianças, a todos os níveis, e por isso gosto de ler o que escreve.

Este livro foi-me dado no Natal pelo meu marido e recomendo a todos os pais e educadores.

Grande Livro dos Medos e das BirrasSINOPSE

Todos os dias é a mesma coisa, não quer tomar banho e foge aos berros da casa de banho. Hoje estávamos no supermercado e como não lhe comprei o que queria começou a espernear, aos gritos, a deitar-se no chão… Uma vergonha! De cada vez que lhe digo que não pode ver televisão, começa aos berros e quer morder-me. A hora da refeição cá em casa é crítica, agora não gosta de nada e chora convulsivamente em frente ao prato. Num momento está muito bem, no outro não sei bem porquê desata aos gritos e a chorar… será preciso descrever mais cenários, ou o panorama, além de assustador, é bem conhecido dos leitores que todos os dias têm de lidar com as birras dos seus filhos? O pediatra best-seller em Portugal Mário Cordeiro garante: não é anormal fazer birras, nem indica qualquer desvio comportamental. Os pais não precisam de se sentir envergonhados e é normal os pais sentirem-se cansados e esgotados perante as birras. Impotentes sem saberem como actuar. A birra é apenas uma expressão de uma multiplicidade de sentimentos, logo, para a compreender há que perceber a sua relação com esses mesmos sentimentos, designadamente o medo e a frustração, o temperamento individual e as etapas do desenvolvimento da criança.

Neste livro prático, Mário Cordeiro aborda o tema dos medos e das birras, nas suas mais diferentes situações: à mesa, no banho, no carro, na escola, nas férias, nas compras… Cenários onde a criança tem sono, fome, está cansada, se vê num ambiente estranho, frustrada ou perante estranhos, e explica-lhe como deve actuar em cada uma delas: – Mantenha-se calmo perante uma birra…

Boas leituras!